• @solangepalma

Espírito Santo do Pinhal - SP

Atualizado: Abr 29



Município do estado de São Paulo, com população inferior a 50.000 habitantes, que originou-se de uma enorme fazenda dominada pela araucária.

Com uma paisagem que remete a Toscana, a região tem o inverno seco, com frequentes entradas de frentes frias. As temperaturas máximas ficam em torno de 18-23 °C em junho e julho, e as tardes acontecem raros casos não passam de 10 °C.

Embora conhecida tradicionalmente pela Cadeia do Café, é pela produção de vinhos artesanais que vem se destacando. Lá a vinícola Guaspari encontrou o terroir ideal, associado a uma técnica nova de colheita, que vem sendo utilizada no estado de São Paulo, para produção de seus vinhos.

Os resultados foram bem sucedidos pois a vinícola possui dois deles premiados na Decanter World Wine Awards, o maior e mais importante concurso internacional de vinhos, recebendo medalha de ouro pelo Syrah Vista do Chá 2012 e medalha de bronze pelo Syrah Vista da Serra 2012.


O terreno onde se localiza a vinícola é bem íngreme ecada vinho recebe o nome da vista oferecida pelo local onde a uva é cultivada- vista da serra, vista do chá. A vinícola não possui restaurante, mas a cidade oferece ótimas opções. E foi em um dia fazendo a visita a esta vinícola que me dediquei ao passeio pela encantadora cidade para conhecer mais um lugarzinho próximo de casa- de São Paulo são 200km.

Entre os meses de agosto e setembro acontece o Festival do Sabor com doces feitos com café, salgados a base de mandioca. Acompanhe a programação turística da cidade e visite, vale a pena. Todos os anos no mês de outubro a Festa Nacional do Café. Na programação, shows para todos os gostos, boate itinerante, praça de alimentação e exposição de produtos agrícolas e industriais.

Como amante declarada de um bom café e curiosa em confirmar a tradição local- Pinhal sempre se destacou como origem predominantemente dos chamados cafés finos, que são procurados pelos importadores mais exigentes, não deixei de conhecer o Café Loretto – A Santa Casa do Café, localizado próximo a igreja matriz.


Lugarzinho aconchegante, uma casa bem típica de cidade pequena, decorada graciosamente, onde pode-se sentar calmamente e degustar um excelente café acompanhado de maravilhosos quitutes e atendimento caloroso.Lógico que eu trouxe várias amostras do saborosíssimo café comigo, inclusive nas três versos, em pó, grão e cápsulas.

Como toda cidadezinha do interior, tudo acontece em torno da Igreja Matriz do Divino, que não pode deixar de ser visitada. Belíssima obra, recentemente restaurada, merece uma pausa para oração e admiração. Logo em frete a Praça da Independência, muito bem cuidada, cercada de casarões do tempo do café e com todo aquele charme que a tranquilidade interiorana tras. É bom sentar-se por ali uns minutinhos e ver como a vida pode passar mais lentamente.


O Lago Municipal fica no centro da cidade e preserva ainda um pouco da mata natural com árvores centenárias e oferece, além da bela paisagem um excelente local para passeios, caminhadas e piquenique nos dias de sol. Também possui ciclovia e a entrada é gratuita.

Outro ponto bem procurado é o Santuário de Santa Luzia. Na área rural, Cercada por cafezais é muito procurada pelos fiéis.O Teatro Avenida é realmente um ponto alto, pela arquitetura, acústica e iluminação, é mais um patrimônio da cidade.

Também existem opções de ótimas pousadas, o Jardim dos Pinhais Eco Parque, o primeiro parque de jardins temáticos do Brasil possui rica fauna nativa composta por Tucanos de Peito Amarelo, araras, faisão, pavões, coelhos, além de gazebo zen para meditação, cascatas e facilidades, como restaurantes e turismo rural para quem quer passar alguns dias e isto é uma ótima escolha.


De uma forma ou de outra eu recomendo este #lugarzinho.

© Desenvolvido por Solange Palma